É possível fechar o curso sem agência de intercâmbio

Depois que pesquisei e analisei tudo, fiquei em dúvida entre duas escolas. O preço do curso das duas era similar, porém o valor da acomodação que cada uma oferecia foi o fator determinante. Optei por fechar um pacote de 3 meses de curso, mas apenas 1 mês de estadia. Afinal, todo mundo dizia que era fácil e mais barato alugar um flat ou um quarto por lá. E é mesmo.

Como mencionei num outro post, fechei diretamente com a escola, sem intermédio de uma agência. Isso só aconteceu, pois a agência que oferecia pacotes para a escola que eu escolhi, me pediu para pagar tudo à vista. Fiquei super encucada. Principalmente, porque não era uma agência conhecida e eu não consegui descobrir se era idônea. Confesso que estava morrendo de medo de ser vítima de um golpe. Hehehehehe Então, achei melhor conversar diretamente com a escola. E foi aí que descobri que fechando direto com a escola, eu poderia fazer apenas o pagamento da reserva (uma pequena porcentagem) no cartão de crédito e o restante eu poderia pagar em dinheiro no primeiro dia de aula. Foi tudo muito simples, rápido e fácil.
Eu me virei praticamente sozinha com a escola por e-mail. Meu inglês era básico, mas com ajuda do google translate tirei de letra. Porém antes de passar o número do meu cartão contei com a ajuda da minha irmã que é fluente em inglês para checar se tudo que eu estava entendendo era exatamente o que a escola estava me dizendo.
Se você não se sente tão seguro e não fala absolutamente nada em inglês, sugiro que contrate uma agência especializada. A economia que fiz fazendo tudo sozinha, não foi tão grande assim.

Conheci algumas pessoas que foram pra Malta e fecharam o curso lá mesmo, depois de visitar algumas escolas. Isso também é possível, principalmente porque para entrar em Malta não é preciso ter visto. O visto só é necessário para quem vai ficar mais de 90 dias. (Atenção: são 90 dias, isso não é a mesma coisa que 3 meses, hein?! ) E como não tem como tirar o visto de estudante aqui no Brasil e você terá que tirar lá mesmo, não tem problema algum você ir como turista e fechar o curso lá. Eu confesso que não tive coragem de fazer isso. Fiquei com medo por conta do meu inglês que era básico.

Enfim, com o curso e acomodação garantidos, comprei as passagens e o seguro de saúde, que eu já vinha pesquisando a melhor opção paralelamente. Depois disso, fui em busca da documentação necessária, compra de euro e arrumação da mala. Foi um período muito difícil, mas delicioso ao mesmo tempo. Algumas horas do dia eu me pertubava com dúvidas, medos, ansiedade, em outros não via a hora de entrar no avião e começar essa nova vida. Foram 4 meses de planejamento e fortes emoções. Prepare-se!

Onde estudar? Onde morar? Quanto tempo?


Quando estamos orçando uma viagem de intercâmbio muuuuuuuitas são as perguntas e as dúvidas. Seja porque você não sabe se o dinheiro vai dar, se vai se adaptar ao país, à escola ou o lugar que vai morar.

A dica mais importante é:  não caia na tentação de fechar com a agência mais barata, só pelo preço.  Antes de qualquer coisa, pesquise muito. Sobre o país, sobre a agência, a escola, os tipos de acomodação e por aí vai. Vá em busca de referências sobre as escolas que cada agência oferece. Procure por pessoas que já fizeram intercâmbio com essas agências, que estudaram e moraram nas escolas e locais orçados. Tudo isso é muito importante para saber se são empresas realmente boas e confiáveis, se está escolhendo o que mais tem a ver com os seus objetivos, com seu estilo de vida.

Hoje em dia, com ajuda do google e das redes sociais, isso é bem fácil. Muitas dicas e informações relevantes eu encontrei nas saudosas comunidades do orkut. hehehehe Apesar da galera ter migrado pro Facebook, o conteúdo gerado permanece lá para consulta. Foi a minha sorte!

E como não se perder no meio de tantos orçamentos e opções? A minha solução foi criar uma planilha. Fiz algumas planilhas no Excel. Como contei no post anterior, fiz uma para a escolha da escola, outra para a acomodação e outra para o seguro de saúde.

Na planilha da escola, fiz uma coluna com o nome da agência, outra para o nome da escola, outra para quantidade de semanas, outra de prós, outra com os contras e por último o valor total.

Na planilha da acomodação e do seguro, segui esse mesmo modelo. Mais adiante contarei o que analisei em cada um deles. Não vou conseguir tomar a decisão por você, mas espero te ajudar a encontrar algumas respostas.

Apesar de ter orçado com diversas agências, eu optei por seguir uma dica que vi numa das comunidades do orkut, fechei diretamente com a escola. Mas isso também é papo pra outro post. 😉

Como orçar um intercâmbio sem ficar louco?

Como orçar intercâmbio sem ficar louco?

Na hora de orçar uma viagem como essas é muito importante você não ter vergonha, ser paciente e ficar muito atenta. Quando ligar para a agência de viagens, pergunte tudo que você quiser saber. Não tenha medo, nem vergonha, acreditando que está sendo inconveniente. Não se preocupe, afinal, os atendentes estão lá para isso mesmo. Além disso, é você quem vai viajar e se ficar com alguma dúvida quem pode entrar numa roubada e sofrer as consequências é você mesma.

Eu decidi fazer o que faço quando orço minhas produções para clientes indecisos e que tem pouca verba (o que aqui era totalmente o meu caso, né?!). Pedi várias opções de orçamentos e analisei tudo com calma. Se você não for muito organizado e atento, cuidado! Pois quando se pede muitas opções e para muitas agências, a probabilidade de passar um erro despercebido e você se dar mal é enorme.

Portanto, assim que receber os orçamentos verifique um por um para checar se estão conforme solicitado. Para não ficar tão maluca (não vou mentir para você um pouco você vai ficar sim! hehehehe), planeje com bastante antecedência. O ideal é montar uma planilha no excel, traçando um comparativo entre os orçamentos, listando também os prós e contras de cada um.

No meu caso foram 3 meses de orçamento e pesquisa, mas mesmo assim tinha dias que eu ficava muito irritada e cansada de tantas contas, valores, planilhas, papéis, dúvidas, inseguranças… Quando isso acontecia eu dava um tempo, ia me divertir um pouco e depois menos estressada, eu retomava. Tenha sempre em mente o seu objetivo e lembre que tem um lindo mar azul te esperando por lá.

Faça isso também e você vai ver que no final tudo dá certo. Ah! E o melhor sem você precisar arrancar nem um fio do seu lindo cabelo.  😉

Por onde começar a orçar um intercâmbio?

Por onde começar a orçar um intercâmbio?

Depois de finalmente decidir o destino, precisava começar os orçamentos. Como uma boa produtora que sou, pensei que ia tirar de letra. (abafa a modéstia da moça, né?! hehehe) Mas essa foi umas das etapas mais cansativas e estressantes de todas.

O primeiro passo foi fazer um levantamento de agências que ofereciam pacotes para Malta. Comecei por uma pesquisa básica no nosso velho conhecido Google. Por lá, encontrei tanto as agências mais tradicionais que oferecem pacotes para diversos lugares, como também agências desconhecidas, mas especializadas em Malta. Se bobear, fiz orçamento com todas elas. hehehehe

E foi aí que me deparei com diversas dúvidas. Que dia? Quanto tempo? Tipo de curso? Onde morar? Qual escola? As opções são tantas e a falta de pratica e conhecimento também são enormes. Então, fiz a cliente cricri e pedi que os atendentes me explicassem tim tim por tim, como era cada uma das opções de cursos e acomodações. Aos poucos criarei posts com dicas de cada uma dessas etapas.

Abaixo você confere o nome de algumas agências que oferecem pacotes para Malta, é só clicar no nome que vai direto pro site delas, ok?!

Agências de intercâmbio:

Escolas que possuem escritórios no Brasil: