Dia dos Namorados no Brasil, mas tem comemoração em Malta

540006_360554157341970_1409283133_n

Sou romântica e adoro contar histórias de amor. Principalmente histórias como esta, às avessas dos romances tradicionais em que os casais se conhecem, namoram, casam e só então vão morar juntos para viverem felizes para sempre.  A história dos brasileiros Natali Martinelli, 25 anos, e Rafael Costa, 36 anos, vem para nos mostrar que muitas vezes o amor está mais perto do que imaginamos e entra em nossas vidas de um jeito imprevisível. Que às vezes vivemos felizes com nossos futuros companheiros, sem nem ao menos imaginar que aquela amizade pode se transformar num amor, quem sabe, pra vida toda.

Em 2011, enquanto curtia o verão europeu em Malta, Natali conheceu a fada madrinha desta história, Karen Mendes, uma brasileira apaixonada por rodar o mundo. Pouco antes de curtir suas férias pela ilha, Karen tinha passado uns tempos na África do Sul, onde conheceu Rafael, outro viajante incansável.

De volta ao Brasil, Karen soube que Rafael estava programando uma viagem para Malta e pediu que Natali desse dicas a seu amigo. Os dois se falaram e logo marcaram uma cerveja para se conhecer. Minutos antes do encontro, Natali tatuou a cruz de Malta, que segundo ela, é a marca de seu caso de amor com a ilha e o início de sua linda história de amor com Rafael.

545856_360555407341845_1323744519_n

Mas como às vezes o cupido se atrapalha nas flechadas e acerta o alvo errado,  naquela noite, Rafael ficou com  a melhor amiga de Natali. A história entre os dois não foi pra frente. Por outro lado, Rafael e Natali se tornaram amigos. E continuaram dividindo cervejas pelos noites de Paceville, o bairro das baladas de Malta. E depois passaram a dividir o mesmo teto. Rafael alugou um quarto na casa em que Natali morava. A convivência começou a mudar o rumo dessa história. E além das cervejas, eles passaram a dividir shots de tequila e vodka. E diz o Rafael que numa noite dessas a Natali roubou um beijo. Ela diz que não lembra disso. (Pois é, Nat, vodka às vezes causa amnésia alcoólica! hahahaha)

Depois de muitos drinks, sedução e charme na cozinha, na sala, no quarto, na balada e em meio a tantas paisagens cinematográficas, eles se renderam à paixão e assumiram o namoro. “Se apaixonar já é gostoso, mas em Malta é muito melhor. Uma energia, um cenário, um clima. É coisa de filme de romance! Eu tenho certeza que aqui existe alguma magia, que eu não sei explicar, mas quem já passou por aqui entende o que eu estou dizendo.” suspira Natali. ( E como eu entendo dessa magia! Criei até um blog por conta disso, né, gente?! hehehe)

Aos poucos as baladas de solteiros foram substituídas por jantares românticos. As noites de bebedeiras por degustações de deliciosos vinhos malteses, italianos, franceses… A vida noturna agitada deu lugar a paixão e a calmaria da vida a dois. O status do Facebook mudou. E na timeline as fotos e as postagens das baladas, abriram espaço para declarações apaixonadas e registros de momentos incríveis. Beijos, carinhos, sorrisos e muito amor protagonizados pelo casal e realçados pelas belezas naturais da ilha.  “Malta para solteiros é uma e para casados é outra completamente diferente. Mas com certeza Malta atende muito bem qualquer uma das opções.”, conta Natali.

Para quem conhece a noite maltesa, sabe que abandonar a vida de solteira por lá, não é tarefa das mais fáceis. Para abrir mão do agito, só mesmo por alguém muito especial. Afinal, as tentações da noite são enormes e para ser fiel num lugar cheio de gente bonita, é preciso muito amor e confiança. E Natali conta o segredo para manter uma relação saudável longe de casa e num país tão agitado. “Nossa relação é sustentada por um tripé: respeito, fidelidade e amor. Somos entregues completamente um ao outro, e acho que o segredo maior para uma relação bacana é uma conversa honesta e carinhosa, flexibilidade para aprender a ver as situações em diferentes pontos de vista, maturidade para entender e respeitar que temos personalidades diferentes e, claro, muita paixão!”.

48171_360554890675230_704536313_n

Natali e Rafael tiveram a sorte do amor acontecer no coração do Mediterrâneo. Como eu sempre digo por aqui, Malta respira amor e inspira os apaixonados! E você, viveu alguma história de amor pela ilha? Escreva para nós e quem sabe sua história também aparece por aqui! =)

Feliz Dia dos Namorados! Muito amor e fidelidade para todos vocês! <3

Gosta de histórias de amor? Quer saber por que “Malta respira amor e inspira os apaixonados”? Leia também:

A linda história de amor à distância de um casal que se conheceu em Malta 

Foto do dia: Feliz Dia dos Namorados com um beijo misterioso 

Foto do dia: Love locks eternizando histórias de amor em Malta 

Foto do dia: A baía do Amor em Malta

Foto do dia: Malta respira amor

3 respostas para “Dia dos Namorados no Brasil, mas tem comemoração em Malta”

  1. Ola,
    eu e uma amiga vamos estar viajando pela espanha em julho e vamos passar apena 3 noites em Malta. Será que alguém não teria um cantinho pra gente dormir só os dias 14, 15 e 16 de Julho ?? pois os hostels e holoteis estão muito caros para nós humildes estudantes.. hehehe.. ficaremos muito muito gratas,,
    Obrigada,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *